sexta-feira, 21 de maio de 2010

Curiosidades


Diz-se que o camarão "limpa" o mar, porque ele se alimenta de animais mortos e outros detritos orgânicos.
Como é a vida do caranguejo-dos-coqueiros? No início de sua vida, o caranguejo-dos-coqueiros esconde o seu abdome mole em conchas abandonadas de moluscos. Na fase adulta, não dispõe de conchas de tamanho suficiente para o seu corpo. A partir desse momento, ele enrola o abdome embaixo do cefalotórax e passa a viver no ambiente terrestre.
Em terra, encontrando um coqueiro, sobe pelo caule e usa as pinças para derrubar os cocos verdes, de cuja polpa ele depois de alimentará.
O caranguejo-dos-coqueiros respira através de uma estrutura forrada de tecido úmido, que absorve oxigênio do ar. Na época de reprodução, retorna ao mar onde deposita os seus ovos.
Os crustáceos são excelentes alimentos. Camarão e lagosta são pratos que disputam a preferência da pessoas.
O camarão pode ser encontrado naturalmente nas peixarias, nas feiras e nos supermercados. Pode-se adquiri-lo também descascado, congelado e embalado em caixas. Nos restaurantes, entra no preparo de pratos diferentes: ensopado (cozido e servido com pirão), moqueca (cozido com azeite-de-dendê e leite de coco), risoto (cozido misturado com arroz) e outros.
Com o siri e o caranguejo também se fazem bons pratos.
Geralmente, é feito o "catado" de suas carnes antes de preparar os pratos, que têm receitas variadas. Em beira de praia, costuma-se fazer um tira-gosto com o caranguejo inteiro, que é quebrado com paus especiais e "catado" na hora.
O maior camarão de água doce - vive na Amazônia. Também encontrado em alguns rios do Nordeste, chega a medir 48 centímetros da cauda à ponta das garras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário